Biografia


Henri Caffarel nasceu a 30 de Julho de 1903, em Lyon. Foi baptizado a 2 de Agosto de 1903 e ordenado padre a 19 de Abril de 1930, em Paris. Faleceu a 18 de Setembro de 1996 em Troussures, na diocese de Beauvais, onde está sepultado.

“Vem e segue-Me!” Esta palavra do Senhor, está inscrita na sua sepultura porque em Março de 1923, um acontecimento iria nortear toda sua vida: “Aos 20 anos, Jesus Cristo, num instante, tornou-se Alguém para mim. Oh! Nada de espectacular. Neste longínquo dia de Março, eu soube que era amado e que amava, e que a partir daquele momento a relação entre nós seria para toda a vida. Tudo está lançado”.

O jovem Henri Caffarel encontrou “Alguém”. Assim tudo que ele vai criar e organizar se fará pouco a pouco, como o Senhor o mostrará. O Cardeal Jean-Marie Lustiger fala do Padre Henri Caffarel como “de um profeta do século XX”.

Henri Caffarel é tocado pelo amor do Senhor. O ministério do Padre Henri Caffarel será ao serviço do amor, “ser amado, amar”. O amor do Senhor é para ele, fonte de dinamismo e de vida. Entra imediatamente em harmonia com os casais desejosos de desabrochar o seu amor, à luz do Senhor...

Qualquer que seja a obra a empreender, o Padre Caffarel tem um só objectivo: colocar cada um diante do Senhor, a origem de toda vocação.

Henri Caffarel conclui: “Tudo está lançado”. Eis aí uma conclusão bem à sua maneira. “Não há nada a discutir, nós obedecemos, nós trabalhamos, não ficamos presunçosos com os serviços realizados, e, quando terminar, nós partimos...”

É o rigor, exigência, precisão nos detalhes, vontade de ir até o objectivo, olhar concreto sobre os acontecimentos e os outros, capacidade de se despojar de tudo aquilo que não está no sentido do que ele “vê”.

Henri Caffarel – A vida em três períodos.

 

I. As inspirações (1939-1949)

 

Henri Caffarel responde ao apelo dos casais desejosos de viverem o Sacramento do Matrimónio: «A exigência de santidade diz-vos respeito. Para lhe responderem, tendes um Sacramento, o Matrimónio».

 

O número de Equipas de casais aumenta. É-lhes dada uma orientação espiritual e esta torna-se cada vez mais clara à medida que avança a descoberta da graça do Matrimónio.

 

As publicações «Carta aos jovens casais» (1942) e «A Aliança de ouro» (1945) marcam profundamente numerosos casais e as suas repercussões ultrapassam já em muito as próprias Equipas. Com efeito, o Padre Caffarel desejava ser compreendido por todos para que a graça do amor de Deus pudesse estar viva em todos. Queria que todos compreendessem a "grandeza" do Matrimónio, questão que se mantém actual.

 

Momento decisivo na sua acção foi a redacção e difusão, em 1947, da «Carta das Equipas de Nossa Senhora». Os "meios" propostos pela "Carta" são exigentes; os chamados «pontos concretos de esforço», em especial «o dever de se sentar», todos eles para a vulgar vida quotidiana dos casais: «Tendo apreendido o espírito das Equipas, não terão dificuldade em aderir à sua disciplina» – diz. Afinal viver o Evangelho na vida do casal, tal é «o caminho da Santidade».

 

Neste mesmo período, duas novas criações surgem de sua iniciativa: o Movimento de Viúvas «Esperança e Vida» e a «Fraternidade Nossa Senhora da Ressurreição», instituto secular de viúvas. Como sempre, não existia "uma ideia" para tais fundações: vinham vê-lo, expunham-lhe o seu desejo de uma vida santa; então ele discernia, encorajava-os, acompanhava-os.

 

II. O tempo de amadurecimento (1950-1973)

 

As Equipas de Nossa Senhora multiplicam-se. A necessidade de uma organização surge e é assumida na prática. Os grandes encontros acontecem: Lourdes (1954), Roma (1959), Lourdes (1965)... É a fase de aprofundamento da "graça" do Matrimónio e da sua "grandeza".

 

Padre Caffarel alerta e insiste sobre o enriquecimento mútuo dos Sacramentos da Ordem e do Matrimónio: dois Sacramentos "complementares" para responder à vocação do amor.

 

As Equipas conhecem os grandes debates: serão um Movimento de iniciação ou de perfeição? O equilíbrio entre estes dois planos é procurado e dir-se-ia encontrado.

 

Mas as provações sobrevêm: onde está a "Unidade" do Movimento e a liberdade dos leigos? Qual a sua originalidade e o seu carácter? Na resposta, Caffarel manifesta-se sempre em perfeita harmonia com a Igreja, às vezes de uma maneira exemplar e corajosa. "Envia" todos os equipistas para que se comprometam nas suas paróquias, nas suas dioceses, e exerçam o seu apostolado nas profissões e no mundo.

 

Aos 70 anos o Padre Caffarel deixa, por sua livre e espontânea vontade, o seu serviço às Equipas de Nossa Senhora, depois de assegurar a sua sucessão.

 

III. O tempo de aprofundamento (1973-1996)

 

A fecundidade do Padre Caffarel está inscrita nos corações, na relação única de cada um com Deus. Inumeráveis são aqueles que, por meio dele, encontraram o Senhor na Casa de Orações de Troussures. O seu imenso desejo era o de partilhar a "revelação" que ele tinha sentido aos vinte anos. E os seus últimos anos em Troussures mostram a fonte de onde jorravam para ele todas as coisas.

As obras plenas de vida

As Equipas de Nossa Senhora: nascidas em 1939, elas contam actualmente mais de 100 000 casais distribuídos em 70 países (2008)

As Fraternidades Nossa Senhora da Ressurreição: nascidas em 1943, apoio de 200 membros

Esperança e Vida: movimento espiritual de viúvas

Os Intercessores: que oram, jejuam e oferecem suas vidas quotidianas

As Fraternidades José e Maria: movimento de aprofundamento.

O Padre Henri Caffarel está também na origem, com a participaçao do Padre Pierre Joly e do Padre Alphonse d’Heilly dos "Centros de Preparação para o Matrimónio".

A «Casa de Orações» de Troussures. Este Centro teve uma irradiação imensa junto daqueles que desejavam aprender a rezar. Desta iniciativa parte a proposta das Equipas de Nossa Senhora para a criação da «Casa do Casal», (Massabielle, em Saint-Prix, Val d’Oise), e sobretudo a importância dada à oração interior nas próprias Equipas e nas "Escolas de Oração".

Merece realce a grande actualidade dos escritos do Padre Caffarel, nas publicações "Ofertório", "Cadernos sobre a Oração" e em numerosos livros: "Na Presença de Deus - cem cartas sobre a oração", "Nas Encruzilhadas do Amor", etc...

 

 

Veja o Pe. Caffarel em extractos de filme:

Filme 1

Filme 2

 
SUPRA-REGIÃO PORTUGAL