Temas de estudo

2014

    Livros de Temas

    Para ajudar as equipas a escolherem o tema com mais facilidade, estes foram organizados de acordo com um sistema de classificação que envolve uma grelha de duas variáveis: a especificidade temática e as equipas a que se destinam.

    No âmbito da especificidade temática foram identificados três critérios: metodologia e/ou missão das ENS, aprofundamento das Escrituras, e a vida de casal e em família.

    O tema pode ainda ser escolhido de acordo com a caminhada que cada equipa tem no Movimento: os que acabam a sua pilotagem (Equipas Novas), equipas que têm entre 5 e 7 anos após o compromisso (Equipas em Caminhada), equipas que têm entre 10 e 12 anos (Equipas em Comunhão), equipas que têm entre 20 e 25 anos (Equipas Novo Fôlego) e equipas com mais de 30 anos (Equipas Seniores).

     

    Ousar o Evangelho: Discernir os sinais dos tempos

    Na sequência do XI Encontro de Brasília, a Equipa Responsável Internacional enviou uma Carta a todos os membros das Equipas de Nossa Senhora para os convidar, com a força do Amor, a ir com audácia por todo o mundo para “ousar o Evangelho e fazer corre rios de água viva”.

     

    De facto, o Padre Caffarel desejava que os casais das Equipas de Nossa Senhora, testemunhas do sacramento do matrimónio como caminho de Amor, de Bondade e de Santidade, fossem sinais de esperança e fermento para a Igreja e para o mundo.

2013

    Ousar o Evangelho: Acolher e cuidar dos homens

    Depois do Encontro Internacional de Brasília, sentiu-se a necessidade de haver um tema de estudo que fosse ao mesmo tempo a base de uma reflexão profunda do Evangelho e o ponto de partida para a missão a que todos somos chamados.

    Abre-se assim um novo capítulo na história de cada um, de cada casal das ENS, ao serem participantes desta ousadia que a Palavra do Evangelho provoca.

    Este tema “Ousar o Evangelho: Acolher e cuidar dos homens” é um desafio a cada um de nós, a cada casal, a cada equipa, para aprender a ver e a agir com os olhos do coração, no seu tempo.

2012

    O Caminho da Vida Espiritual em Casal

    Este tema de estudo foi pensado pela ERI e realizado pela Equipa Satélite «Espiritualidade Conjugal», como uma continuação da experiência vivida durante o XI Encontro Internacional de Brasília: «Ousar o Evangelho».

    Ousar o Evangelho hoje significa ficar enraizados na Palavra e no Amor de Cristo que se revela a nós pelo rosto dos homens e das mulheres do nosso tempo. Ousar o Evangelho significa não ter medo de entrar sempre e cada vez mais numa dimensão profunda de comunhão com o Pai pela nossa implicação com a história da humanidade. Ousar o Evangelho significa ter a certeza de que se nós estamos próximos de Cristo, o futuro abrir-se-á para nós, dia após dia.

     

2011

    Vai e faz tu também o mesmo (Lc 10,37)

    Este tema reflecte a internacionalidade do Movimento e introduz duas novidades. A primeira, a capa: a inclusão de ícones ilustrativos do encontro de Jesus com os discípulos a caminho de Emaús, lembrando a nossa caminha com Cristo, Caminho, Verdade e Vida. A segunda, uma organização para a preparação da reunião um pouco diferente daquela a que estamos habituados em temas de estudo anteriores: a partir de um texto bíblico de meditação somos conduzidos a organizar o nosso estudo e a nossa partilha a partir de seis palavras-chave: escutar, reflectir, ver, avaliar, agir e partilhar. Com elas estabelecemos um plano de conversão em casal em torno de propostas de reflexão como a oração, o matrimónio, a espiritualidade vivida no quotidiano e a missão das Equipas de Nossa Senhora. Partilhadas em equipa, juntos poderemos ousar o Evangelho, sendo participantes activos na história da salvação, salvando o amor.

     

    Reunião de Equipa

    Este Tema de Estudo - Reunião de Equipa - será importante na medida em que vem contribuir para que cada equipista compreenda e viva o sentido profundo e a mística da Reunião de Equipa como “comunidade eclesial”, como “assembleia de convocados”, o que a diferencia de qualquer outro tipo de reunião. A vivência da reunião com este sentido profundo será um factor de transformação e de evangelização para os casais que nela participam.

    Porém, a proposta apresentada vai um pouco além, porque vai dar a possibilidade de tratar, em cada reunião, pormenorizadamente, cada uma das suas partes, o que vai ajudar a aprofundá-las e a fortalecê-las. Assim, optou-se por dedicar cada reunião a uma das partes da Reunião de Equipa, para que elas possam ser vividas de maneira mais consciente e renovada e para que possam ser melhor assimilados a mística e o sentido proposto para cada uma.

2010

    O Matrimónio - um Sacramento para o caminho

     O Matrimónio - um sacramento para o caminho, pretende reflectir uma vez mais sobre documentos fundamentais para o Movimento. Este tema propõe uma viagem guiada pelo Padre Caffarel ao discurso que o Papa Paulo VI fez em Roma, em 1970, aos equipistas que participaram no Encontro Internacional. Embora seja um documento datado, o seu conteúdo é deveras actual. Hoje mais do que nunca, precisamos de reflectir atentamente sobre a realidade e a fecundidade do Matrimónio cristão na sociedade em que vivemos.

    Tal como Paulo VI, Henri Caffarel mostra-nos que o sacramento do matrimónio, onde a presença activa de Cristo está tão profundamente implicada, é um elemento essencial da construção da Igreja. Ele não é instituído apenas para o benefício dos que o vivem, mas Cristo toma os casais que santifica para deles fazer pedras vivas da sua Igreja. Ele não os retira do mundo, mas comunica-lhes aí mesmo onde eles se encontram, a sua graça que penetra até os alicerces do casal.

    O tema apresenta-nos a possibilidade de podermos reflectir também sobre a importância que Henri Caffarel teve na história da Igreja e, particularmente no pensamento de Paulo VI, relativamente à riqueza do amor humano, ao propor uma nova espiritualidade para cristãos casados…essa palavra suspeita…a espiritualidade conjugal.

2009

    Testemunhas ao Serviço dos Casais

    Os temas de estudo propostos para os anos a seguir ao Encontro Internacional de Lourdes 2006, cujo tema era «EQUIPAS DE NOSSA SENHORA, COMUNIDADES VIVAS DE CASAIS, REFLEXO DO AMOR DE CRISTO», desenvolvem as orientações dadas nessa altura. Neste tema de estudo, vamos desenvolver o terceiro elemento — «Reflexo do amor de Cristo» — através da reflexão sobre a missão dos casais das ENS como testemunhas do matrimónio cristão na Igreja e no mundo. Por esse motivo, o tema foi intitulado “Testemunhas ao serviço dos casais”.

    Para este tema, propõe-se o método indutivo: partiremos da reflexão sobre alguns aspectos negativos da realidade cultural em que estamos inseridos e que mais directamente afectam a vida dos casais cristãos; a seguir, reflectiremos sobre o «dever ser e fazer» à luz do Espírito de Cristo. Não se trata de ignorar os aspectos positivos da cultura de hoje. Se propomos uma reflexão sobre os aspectos “negativos”, é para abordar com critérios evangélicos os problemas mais frequentes com que os casais de hoje se confrontam.

     

2008

    Henry Caffarel - Textos Escolhidos

    As “intuições fundadoras” de um movimento são o solo fecundo em que enraíza a grande árvore em que ele se tornou, onde ele vai buscar alimento para viver e crescer. Era o que dizia o Padre Caffarel quando, em 1973, colocava em outras mãos a animação das Equipas de Nossa Senhora. É sempre interessante voltar a esse húmus primitivo. Acolhamos este ano do centenário do nascimento do fundador como um convite a reler os seus textos para encontrar o carisma inicial a que ele voltava sem cessar. O Padre Caffarel nunca deixou de reflectir na vocação e na missão dos casais cristãos e de falar delas aos equipistas.

    De entre os seus editoriais publicados na “Carta Mensal”, escolhemos alguns daqueles que, quando foram publicados, mais marcaram os espíritos e os corações. Como o doutor da lei instruído de que fala o Evangelho, fomos buscar a esse tesouro coisas velhas que a muitos parecerão novas e maravilhosas. Apresentados sob a forma de tema de estudo em oito capítulos, possam estes textos alimentar em todos os que os meditarem a “procura de Deus” em casal, de que o Padre Caffarel se fez apóstolo e de que foi “profeta”, como dizia o Cardeal Lustiger.

     

2007

    Cristo, Centro da Vida Cristã

    O tema de estudo para este ano, propõe-nos uma tomada de consciência de que é Cristo quem nos reúne e nos envia, Ele que é o centro da nossa vida.

    Que as diferentes perspectivas dos temas propostos após o Encontro Internacional de Lourdes em 2006,  nos ajudem a aprofundar a orientação que o Movimento propõe para os próximos 6 anos "Equipas de Nossa Senhora, comunidades vivas de casais, reflexo do amor de Cristo". Que sejam motivadores de uma reflexão profunda e de uma verdadeira partilha entre os membros das ENS em Portugal, que os adoptem.

     

2006

    A Espiritualídade Conjugal e os Compromissos nas ENS

    Para avançarmos na nossa caminhada comum nas Equipas, procurando compreender de forma mais completa o carisma do nosso Movimento, propomos este tema de Estudo: "A Espiritualidade Conjugal e os Compromissos nas Equipas de Nossa Senhora".

     A expressão "espiritualidade conjugal" tem sido utilizada desde os primórdios do nosso Movimento. Mas será que percebemos plenamente o alcance desta noção e a sua actualidade no nosso mundo? Para aprofundar a nossa compreensão, este tema está estruturado de forma a, primeiro, estudarmos a vocação da espiritualidade conjugal e os objectivos das Equipas de Nossa Senhora e, depois, situarmos os seus fundamentos.

     

2005

    À Descoberta de Cristo

    Jesus pergunta aos discípulos: “Quem dizem os homens que Eu sou?” Os discípulos parecem não compreender bem o sentido da pergunta. Jesus insiste: “Para vós quem sou Eu?”. A resposta é simples e clara: “Tu és o Messias”. E, no entanto, esta pergunta mais de vinte séculos depois desse dia, permanece actual e viva para cada um de nós; é a pergunta que atravessa a história humana e a história de cada homem que se diz crente. Responder “Tu és o Messias” não basta, porque a nossa resposta exige a conversão da nossa vida e seguir realmente Cristo. É por isso que, antes de pronunciar a nossa resposta pessoal de homens e mulheres de fé – “Tu és o Cristo, o Filho de Deus” – é preciso uma tomada de consciência que nos leve a renovar com plena lucidez o nosso acto de fé.

    Assim a finalidade deste tema de estudo é propor uma tentativa de reflexão e de oração, partindo de uma pergunta mais pessoal: quem sou “eu”; o que procuro na minha vida? O que é que eu penso, o que digo, o que faço para dar um sentido à minha vida e para dar consistência à minha fé? E isto deve permitir-nos finalmente poder compreender com toda a lucidez a pergunta que Cristo nos faz: “Quem dizem vocês que Eu sou?” e responder com toda a clareza: “Tu és o Eterno, Tu és o meu Pastor, nada me falta. Fazes-me repousar em verdes prados. Conduzes-me às águas refrescantes e consolas a minha alma; guias-me por caminhos de justiça porque és Cristo, o Filho de Deus” (cf. Sl 23/22-1-3).

     

    Magnificat

     Tema preparado para o VII Encontro Internacional de Lourdes, na comemoração dos 40 anos da Carta. O Magnificat é o cântico de acção de graças da Virgem Maria e por ela, de todo o povo de Deus. Tornou-se o cântico da liturgia da Igreja e é a oração diária das Equipas de Nossa Senhora.

    O tema foi preparado para 4 reuniões, tratado da seguinte forma:

    a) O sentido do texto bíblico com as referências que ele comporta;

    b) Uma aplicação às equipas;

    c) Pistas e sugestões para prosseguir na reflexão;

    d) Textos de orações e de cânticos.

     

2004

    Bem Aventuranças

    Passados mais de dois mil anos, fazemos um profundo acto de fé nas Bem-Aventuranças, porque cremos n'Aquele que proclamou tais palavras; as bem-aventuranças são a síntese da sua pregação, a força que faz o homem plenamente homem; são o caminho do amor sem limites.

    Originais, profundas, ousadas, valorosas e também inquietantes e exigentes, resumem com rigor a nova lei, a sua vigência é tão absoluta como o mesmo Evangelho e oferece-nos o único projecto digno de se viver de verdade e em plenitude; daí a decisão de se intitular o tema - As Bem-Aventuranças, uma forma de estar, viver e pensar. 

     

    Espera-me um Grande Amor

    Tema que pretende ser um hino à vida e ao casamento, e um estímulo aos casais de mais idade, para que ao lê-lo e interiorizá-lo continuem com alegria no caminho da santidade. Proposto pelo Movimento, através e pelo seu sacramento do matrimónio, apesar dos obstáculos que constituem as incapacidades físicas, a idade e, eventualmente a viuvez. Como salienta João Paulo II: ”Tendes ainda uma missão a cumprir, uma contribuição a dar. Segundo o desígnio de Deus, cada ser humano é uma vida em crescimento, desde o primeiro momento da sua existência até ao seu último suspiro”.

     

     

    O Amor e a Sexualidade na Biblia

    Desde os relatos da Criação até às recomendações de Paulo, em relação às mulheres, nada é esquecido: o pecado original; a legislação bíblica sobre o casamento; o adultério; a violação; a homossexualidade,...; a atitude de Jesus e de Paulo em relação às mulheres, ao casamento e ao celibato...ou o magnífico livro do Cântico dos Cânticos.

    Ao longo da leitura, a modernidade e a actualidade da Bíblia parecem evidentes. Embora tenha sido redigida num mundo muito distante do nosso, a Bíblia, diz Debergé, contém uma mensagem capaz de iluminar as questões que se colocam hoje no domínio do amor e da sexualidade.

     

2003

    Alegria de Crer, Alegria de Viver

     O livro “Alegria de Crer e Alegria de Viver” é uma compilação de diferentes conferências que o Padre Varillon fez nas dioceses do Sul de França no decorrer dos anos 70. Uma forma em tudo coerente com a doutrina Cristã proposta à nossa reflexão.

    É importante frisar que o pensamento do Padre Varillon em “Alegria de Crer, Alegria de Viver” se dirige ao grande público, embora comporte alguns temas mais teológicos e filosóficos que podem desencorajar alguns leitores mais inexperientes e menos conhecedores destes assuntos. Desta forma, este documento também não será aconselhável a todos, principalmente às equipas mais jovens que entraram recentemente para o Movimento.

     

    Enchei as Talhas de Água

    Vamos participar nas “Bodas de Caná”, testemunhando a primeira revelação de Jesus. Respondendo ao grito alarmado daquele que recebe e não previu o suficiente “Não têm mais vinho”, Maria convida-nos a escutar Jesus e a obedecer-Lhe: “Fazei tudo o que Ele vos disser!”. E o que nos diz Jesus? Convida-nos a terminar a nossa tarefa habitual. Ele pede aos criados para encherem as talhas de água. Que loucura! Eles pedem vinho e é água que Ele lhes diz para deitar. Os criados não criticam; eles têm confiança; “Eles encheram-nas até cima” (Jo 2, 7). Esta confiança dá o seu fruto: a água transforma-se em vinho, e em vinho excelente. Nada é impossível a Deus.

    Na nossa vida, Deus só nos pede isso. Nós temos de conduzir a nossa existência tal qual ela é, em todas as suas dimensões, à luz da Sua Palavra e para a entregar na Sua acção recriadora. Como viver toda a nossa vida de forma evangélica para que a sua substância humana seja irrigada de seiva divina, para que a água dos nossos amores e das nossas labutas se transforme em vinho da vida eterna?

     

    Encontro Quotidiano com Deus

    Enquanto cristãos, aspiramos a viver sempre mais a vida (ao estilo) de Cristo. Por crermos que a Oração, assim como a Escuta da Palavra de Deus e os Sacramentos, são um meio para lá se chegar, queremos, como resposta ao convite de Jesus e como as Equipas de Nossa Senhora o descreveram na sua Carta “proporcionar-nos em cada dia um tempo de autêntico encontro com o Senhor”.

    Aprende-se a andar, andando. O mesmo se pode dizer da vida cristã e da oração que a modela. É uma vala a abrir, dia após dia, na alegria ou na aridez, sem descuidar o cabo da charrua. Não se aprende a fazer a oração através da simples leitura de um opúsculo, por mais bem feito que esteja… É preciso arregaçar as mangas e começar a fazê-la.

     

    Homem e Mulher Ele os Criou

    Inscrevendo-se numa perspectiva de salvação, este tema propõe que cada casal cristão descubra que, logo nas origens, Deus uniu no mesmo acto a expressão do amor do homem e da mulher e o poder de dar vida. Assim cada um é convidado a deixar-se interpelar pela Palavra de Deus, a formar a sua consciência relativamente a estas questões tão delicadas e essenciais.

    Este tema, a trabalhar em casal e em equipa durante oito reuniões, pretende ser uma aplicação nesta área particular, rica e sensível, que é o amor conjugal em todas as suas componentes, particularmente na sua dimensão mais íntima, a sexualidade.

     

    Pobreza Evangélica

    Aposta? Desafio? Viver a pobreza de acordo com o espírito do Evangelho. Será ainda uma intenção louvável? Que sentido pode ter, hoje, no nosso mundo uma reflexão sobre a pobreza evangélica? A amplitude dos desafios de toda a ordem com os quais se é confrontado e a força da mensagem que deles emanam dão-nos a resposta.

    As mutações extraordinárias que se desencadeiam e a capacidade de adaptação que elas exigem são tais que o mundo de hoje desmorona-se sob os nossos olhos sem que ninguém possa controlar a evolução nem esboçar os contornos que tomará no futuro.

    Enquanto a nossa história testemunha uma crescente complexidade, a busca de uma forte unidade de vida torna-se uma exigência muito forte e ao mesmo tempo uma mercadoria rara. Uma reflexão sobre a pobreza pode revelar-se uma ajuda preciosa pelas questões que pode colocar e as escolhas com que temos de nos confrontar.

    Este tema está dividido em sete capítulos (o último é tratado em duas reuniões) que permitirá às equipas e a cada casal fazer uma reflexão séria sobre a Pobreza Evangélica a partir da Sagrada Escritura, apontando para a realidade concreta do mundo moderno.

     

    Senhor Fica Connosco

    Este tema de reflexão destina-se às equipas cujos casais atingiram o tempo do desprendimento (reforma) e da tomada de novas opções. Como diz João Paulo II “a entrada na terceira idade deve ser encarada como um privilégio: não só porque nem toda a gente tem a sorte de atingir esta etapa, mas também e sobretudo porque é a altura em que é concretamente possível examinar melhor o passado, conhecer melhor e viver intensamente o mistério Pascal, tornar-se um exemplo na Igreja para todo o Povo de Deus”.

     

    Venham Ver

    Este tema propõe um trabalho mais profundo que ajude na busca permanente do Deus que Se revela nos acontecimentos da vida. É indicado para os casais cristãos que iniciem um caminho de aprofundamento da espiritualidade conjugal ou seja, a aprender a entreajudar-se em casal, a viver segundo o Evangelho, tendo Cristo como modelo de vida e companheiro no caminho.

    É um tema que deve ser trabalhado pelas equipas que terminaram a Pilotagem.

     

    Viver em Casal II

    Baseado num livro do padre Manuel Iceta, são tratados assuntos que procuram ajudar a viver da melhor forma o apelo do Evangelho e as exigências de se ser casal cristão na vida do dia-a-dia. Este tema dá continuidade ao tema “Viver em Casal I” e nele se abordam os seguintes assuntos:

    ·         A fecundidade

    ·         O matrimónio em crise

    ·         As crises conjugais

    ·         O diálogo conjugal

    ·         A oração conjugal

    ·         A educação dos filhos: princípios comuns, despertar a fé na família

    ·         Um projecto de vida conjugal

     

2002

    Ser Casal na Igreja e no Mundo - A Missão

    As ENS têm uma vocação que é a de ajudar os casais a caminhar para a santidade. Mas têm também outra, que não é uma missão isolada para o homem ou para a mulher, mas sim para o casal, que é ser testemunha e ser enviado.

    Após dois anos intensos de reflexão sobre "Ser Pessoa" e "Ser Casal" é chegada a hora de nos "Fazermos ao Largo" e de "Lançarmos as Redes". É a missão que Ele nos confiou.

    Jesus está connosco na barca, vamos encontrar uma comportamento renovado, cada um com o seu carisma, todos diferentes, mas todos tão importantes quando unidos na direcção do Senhor.   

     

    Viver em casal I

    Baseado num livro do Padre Manuel Iceta, são tratados assuntos que procuram ajudar a viver da melhor forma o apelo do Evangelho e as exigências de se ser casal cristão na vida do dia-a-dia. Esta temática é para ser reflectida em 2 anos consecutivos, de preferência nas equipas que terminaram a Pilotagem.

    Neste tema são abordados os seguintes assuntos:

    ·         Amor Conjugal: impulsos e componentes

    ·         Amar o que o outro ama

    ·         O Matrimónio: sacramento, vocação e celebração

    ·         Psicologia do Homem e da Mulher no interior do casal

    ·         Sexualidade em Casal: importância, funções e princípios

     

2001

    Ser Casal Cristão na Igreja e no Mundo - Pessoa Humana

    A orientação das Equipas de Nossa Senhora para o início do terceiro milénio apresenta-se com uma série de questões ligadas às grandes realidades do nosso tempo, questões a que nós, casais cristãos, temos de dar resposta. Este tema será desenvolvido ao longo de três anos, sobre a Pessoa Humana, o Casal e a Missão dos casais das ENS na Igreja e no mundo.

    O primeiro tema reflecte sobre a Pessoa Humana e aborda os seguintes tópicos:

    ·     A Pessoa Humana hoje

    ·     A Pessoa Humana no projecto de Deus

    ·     Aprofundar os Sacramentos do Baptismo e da Confirmação

    ·     O cristão hoje para viver e fazer viver as Bem-Aventuranças.  

     

    Ser Casal Cristão na Igreja e no Mundo - Ser Casal

    Reflexão sobre o Casal”, é o segundo de uma série de três que compõem o tema geral, “Ser casal cristão hoje na Igreja e no mundo”.

    Este tema deverá ser olhado na perspectiva duma caminhada e está perfeitamente inserido no apelo do Papa João Paulo II, na sua Carta Apostólica Novo Millennio Ineunte.

    Este tema será especialmente aliciante e específico para nós, casais das ENS, que fazemos parte de um Movimento que tem como carisma a espiritualidade conjugal, na vivência de uma mística própria, que busca em Deus não só a sua razão de ser mas também a sua realização plena.

    Como defender e anunciar a perpetuidade do amor no casal? Como reforçar a fidelidade aos compromissos, às nossas promessas de amor? Como ser feliz, incorporando no nosso “Ser Casal” as bem-aventuranças proclamadas por Jesus?

    As respostas a estas questões poderemos encontrá-las nos capítulos deste tema, se nos dispusermos a empreender, como casal e em equipa, mais este passo, na reflexão e no estudo, na compreensão e na vivência do nosso “ser casal”.

     

2000

    O Casal Imagem de Deus Trinitário

    O tema previsto para ser tratado durante o ano 2000/2001, “Ser Casal”, no desenvolvimento das orientações do Encontro Internacional de Santiago, não ficou pronto a tempo de ser utilizado no corrente ano, em virtude da doença do casal da ERI que o estava a preparar.

    A equipa da Supra-Região de Portugal entendeu propor aos casais a utilização da temática tratada no referido Encontro, como tema de estudo para o ano 2000/2001 – O Casal, Imagem de Deus Trinitário. Podem assim, todos os casais, aproveitar a enorme riqueza do encontro, cuja preparação resultou, como é habitual, de uma grande reflexão a nível internacional sobre o tema, e de um discernimento sobre as orientações de vida a propor para os próximos seis anos.

     

1999

    Jubileu do Ano 2000

     O tema de estudo foi concebido tendo em conta a proposta feita pelo Santo Padre João Paulo II, para o último ano de preparação do Grande Jubileu. Ajuda à tomada de consciência do apelo do Senhor a que nos ponhamos em marcha no caminho que nos conduz a Ele, e a tomar consciência das inutilidades que enchem a nossa vida e que muitas vezes nos escondem a Sua face.

     

1998

    A Missão das Equipas de Nossa Senhora

    A primeira frase da orientação de Fátima dita por Maria nas Bodas de Caná - «Não têm vinho» - impele-nos a abrir os olhos diante da realidade para assim descobrir as necessidades mais urgentes. Depois, outra frase de Maria - «Fazei o que Ele vos disser» - leva-nos a aprofundar a atitude de escuta para confrontar a Palavra de Deus com a nossa vida.

    Finalmente, a terceira frase sobre que se apoia a orientação de Fátima é a que Jesus dirigiu aos servidores: «Enchei de água essas talhas».

    Esta frase vai confrontar-nos, ao longo deste tema, com a questão da nossa missão na Igreja e no mundo.

     

    Amor, Felicidade e Santidade

      O Padre Bernard Olivier conduz-nos a uma reflexão sobre o matrimónio como caminho de amor, felicidade e santidade. Este tema é fundamental para as ENS. Ajuda à redescoberta do compromisso e da partilha em casal. Os textos de oração são preparados pela equipa. Aconselhado às equipas cujos membros têm mais de 10 anos de casamento.

     

1996

    A Mãe de Jesus Estava Lá

    Aqui são expostas oito verdades fundamentais sobre Maria, no sentido de aprofundar o papel singular que desempenhou na história da salvação. Não corremos, por isso, qualquer risco de nos enganarmos ao consagrarmos um ano inteiro à contemplação do lugar eminente de Maria no advento de Cristo nas nossas vidas e na vida de toda a Igreja.

     

1995

    À Escuta da Palavra

    Este documento está dedicado à Escuta da Palavra, a partir da frase tirada do Evangelho referente às Bodas de Caná: "Fazei tudo o que Jesus vos disser". Pretende ajudar-nos a melhorar a nossa capacidade de ouvir a Palavra de Deus e de a seguir nas nossas vidas. O objectivo essencial deste tema é ajudar-nos a uma prática de oração mais pura e constante, à transformação das nossas vidas.

     

1994

    Convidados para as Bodas de Caná

    Convidando para as Bodas de Caná, o tema conduz-nos a estar atentos à realidade que nos cerca, para depois escutar a Palavra e confrontá-la com a vida. Finalmente leva-nos a partilhar "a água" que temos, para cumprir a nossa missão.

     

    Doze Esquemas de Oração em Família

    Brochura de acompanhamento do tema de estudo “Ser Família hoje na Igreja e no Mundo”.

     

    Evangelizar a Sexualidade

    Este documento é a síntese de um trabalho de reflexão desenvolvido em 1991 e 1992 pelas Equipes de Nossa Senhora em vários países onde o Movimento está implantado. Foi elaborado, por um lado, com base nos relatórios das trocas de ideias em reuniões de equipa e, por outro lado, a partir de testemunhos pessoais recebidos de equipistas.

    Este documento é, portanto, fruto de um trabalho de síntese das respostas dadas pelos próprios equipistas à pergunta: o que deve ser e como deve ser vivida uma sexualidade impregnada do espírito do Evangelho?

     

    Ser Família Hoje na Igreja e no Mundo

     As ENS, em sintonia com o Ano Internacional da Família (1994), quiseram que o tema de estudo fosse centrado neste tópico. Fazem-no de acordo com o carisma próprio de Movimento de espiritualidade conjugal, partindo do casal que é a "alma" da família, e propondo uma reflexão que possa contribuir para procurara uma "espiritualidade da família": a sua identidade e missão. Procura-se assim dar uma contribuição à Igreja e ao mundo para uma maior sensibilização e formação de cada casal no Movimento.

     

1991

    A Virgem Maria

    O tema apresenta a Virgem Maria como objecto de estudo e modelo de vida, fazendo-nos ver que a devoção a Maria se enraíza na vida dos casais cristãos, para lhes levar a coragem sorridente e a alegria dos verdadeiros Magnificat. Porque Maria, afinal, nos dirá uma coisa: Deus é grande e bom; e, naqueles que nisso consentem, faz grandes coisas.

     

1981

    Leituras de S. João

     Este tema de estudo sobre o Evangelho de S. João, o apóstolo que Jesus amava, permite-nos uma leitura contínua deste evangelho transmitido por uma das testemunhas mais próximas da vida de Jesus

     

     

    País de Filhos Crescidos

    Este tema foi escrito a pensar em casais com filhos crescidos. Permitirá aos equipistas trocar ideias sobre os problemas que enfrentam com os seus filhos adolescentes, sobre o ambiente que os rodeia, e alertar para a sua abordagem serena. Esta reflexão deveria ser sustentada pela oração.

     

    Caminhos de união a Deus

    A fé cristã não é nem um sistema filosófico, nem uma nuvem de praticas religiosas: é uma adesão viva a uma pessoa viva. É a intensidade deste contacto pessoal que prova a nossa crença. É, ainda, este contacto pessoal que é preciso reencontrar e assegurar em todos os nossos actos humanos e religiosos e se estreitam a nossa união a Cristo.

 
SUPRA-REGIÃO PORTUGAL